Buscar
  • Grupo Neurofocus

POR QUE ESTUDAR REICH E NEUROCIÊNCIAS?

Reich, de 1928 até 1957 observou vários fenômenos naturais chegando a conclusões próximas das atuais. Ficava intrigado por levarmos choques de outras pessoas e achava interessante os pássaros que pousam nos fios não levarem choques. E por incrível que pareça isso tem a ver com sexo.


O que podemos adiantar agora é que pele humana, esse órgão fantástico, perde elétrons quando atritada até com o ar quando nos movemos. Quando tocamos alguém especial dentro da nossa preferência sexual sentimos o efeito da passagem dos elétrons de um corpo para o outro.

Reich pesquisou o fenômeno da eletricidade da pele medindo em voluntários mucosas do corpo humano percebendo diferenças nas medidas quando as pessoas estavam excitadas sexualmente. Observou que quanto mais intenso o orgasmo, maior o relaxamento, o bem-estar.

E os passarinhos? Podemos concluir que eles não fazem sexo, por isso tem pouca eletricidade? Não sei nada sobre os pássaros, sei que fazem sexo. Pesquisando achamos a seguinte resposta: “cada um dos fios dos postes apresenta um valor de potencial elétrico. Quando a ave pousa no fio, ela fica sob o mesmo potencial do fio. Para sofrer um choque elétrico, seria necessário haver uma diferença de potencial entre as suas patas. Como não há essa diferença, não há formação de corrente elétrica pelo seu corpo.”

https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/cinco-coisas-que-voce-provavelmente-nao-sabia-sobre-eletricidade.htm


Daremos explicações como essas, mas diferente daqui serão contextualizadas.

Nesse curso falaremos sobre como são feitos os bebês. Quem conhece Reich sabe que ele tem uma abordagem diferente a respeito. Ele levava as relações amorosas muito a sério e escreveu coisas importantíssimas assim como existe uma parte da Neurociência dedicada ao tema. Vamos gostar de contar sobre esses estudos. Saber sobre essas coisas pode ajudar na compreensão da vida sexual, da vida amorosa, melhorar o que está bom ou ajudar a direcionar para uma mudança.

Outro assunto muito importante são as crianças. O que fazer para ajudar e não prejudicar seu desenvolvimento, a importância do limite, uma pincelada sobre a educação. Esse tema é fundamental para a teoria reichiana e para a Neurociência da Educação. Traremos contribuições científicas também da Psicologia Experimental, experimentos intrigantes.

Como lidar com os sentimentos exagerados e desagradáveis, sua diferença para os sintomas e os traços do caráter encouraçado. Mostraremos que o caráter encouraçado e rígido produz infelicidade, mal-estar para quem tem e para aqueles que estão próximos.

Trabalharemos com exemplos claros e precisos mostrando como a terapia provoca mudanças permanentes. Essa hipótese baseada na epigenética.

Dividiremos filmes em que a questão energética reichiana pode ser explicada que a nosso ver ultrapassa a teoria dos afetos e por fim tentaremos envolver os assistentes em sua percepção corporal e propriocepção.

Em cada aula um exercício será transmitido e demonstrado para que serve.

Por fim um último lembrete: quanto aos pássaros falaremos da questão que fazemos da presença deles na natureza vivendo livremente em todo o planeta terra.

37 visualizações0 comentário