Buscar
  • Grupo Neurofocus

Exercício Terapêutico para Facilitar a Atenção

As primeiras referências escritas sobre meditação aparecem nos Vedas hinduístas e em práticas taoístas. É uma técnica que desenvolve a atenção, concentração através do foco no presente.  


As formas mais usadas são a "atenção focada" que é a concentração voluntária num objeto, respiração, imagem ou palavras e o "monitoramento aberto" que é a observação de uma experiência que ocorre num dado momento.



O EXERCÍCIO


Para que esse exercício funcione é necessário fazer todos os dias num local onde não possa haver interrupções.


Colocar-se numa posição confortável, sentando com a coluna ereta numa cadeira de braços. Apoie as mãos nos braços da cadeira.


Com os olhos abertos inspire pelo nariz e expire lentamente pela boca 5 vezes. Se perder a contagem volte ao número 1.


Feche os olhos e respire normalmente ouvindo as batidas do seu coração durante 5 minutos.


Abra os olhos e inspire pelo nariz e expire pela boca lentamente 2 vezes.


RESULTADOS


Técnicas de imageamento cerebral forneceram evidências sobre os benefícios da meditação nas estruturas cerebrais envolvidas no controle da atenção (córtex cingulado anterior e no estriado), regulação emocional (regiões pré-frontais múltiplas, regiões límbicas e estriado) e autoconsciência (a ínsula, o córtex pré-frontal medial e o córtex cingulado posterior e precuneus).


REFERÊNCIAS


GOLEMAN, Daniel. A arte da meditação. Sextante, 1999.

GOMIDES, Lindisley Ferreira, et al. Meditação, Memória e Aprendizagem: Estudos Neurobiológicos. Revista Neurociências, 2021, 29: 1-37.



7 visualizações0 comentário